quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Faça você mesmo um defumador de carnes e peixes



Adoro sabor de carnes e peixes defumados. Mas infelizmente, o que está disponível no mercado, na maioria das vezes, está longe de ser defumado de verdade. Encontramos doses maciças de sabor fumaça, corantes e aromatizantes.

Meu marido aprendeu com o pai holandês, que sabia defumar carnes e peixes como ninguém, a arte de defumar peixes e carne de porco. Ele sempre quis fazer um defumador em casa, mas nunca nos animamos porque temos pouco espaço. Porém, uma pedra de ardósia, sobra de reforma, deu inicio ao projeto do defumador caseiro instalado no fundo do nosso pequeno quintal.Simples, rústico e eficiente.
 O projeto em si, é muito simples. Uma caixa de tijolos, comuns assentados e rebocados.
 Duas portas encomendadas em um calheiro, que cortou e arrematou a chapa zincada de mais de 1 mm, nas medidas que pedimos. Depois, as portas foram fixadas com dobradiças comuns e fechadas com trincos.
 O fundo e parte das laterais onde o fogo é acendido, está revestidos de tijolos refratários. 
O tampo é uma pedra de ardósia, assentada com cimento e levemente inclinada para permitir que a água da chuva não acumule.
 A foto que ilustra o post, foi tirada no dia em que ficou pronto. Pintado com cal, por dentro e por fora. Adornado com azulejos portugueses, que minha filha trouxe de sua viagem à Portugal. 
Quando não está sendo usado como forno ou defumador, vira o suporte para as minhas orquídeas.


Aqui, o defumador sendo estreado como churrasqueira. Colocando uma grelha de inox,  assamos sardinhas à portuguesa. Vejam como as paredes ainda estavam branquinhas!
As paredes internas com os tijolos recém caiados. As barras de ferro (ferro de construção de 3/4) fixadas nas laterais servem de suporte, para os ganchos dos peixes e carnes.



Depois,  o defumador sendo usado para defumar linguiças. Na parte mais baixa,  colocamos uma forma de pedra sabão, que usamos para assar pizzas.


Essa pizza,  foi uma das que fizemos no forno/defumador.

 

Aqui, usado novamente como churrasqueira.

Os produtos defumados que obtivemos fazem o projeto do defumador valer a pena.


linguiça defumada


 cavalinha defumada



toucinho defumado

Sem falar no filé de salmão defumado que ficou uma delicia, e foi devorado tão rapidamente, que nem sobrou tempo para as fotos.



A foto acima, é um exemplo de um defumador caseiro. Está instalado na casa de um amigo na Alemanha.  Podem ver que ele aproveitou e defumou vários peixes ao mesmo tempo. Entre eles, cavalas e salmão defumado em postas. A diferença é que ele prende os peixes e carnes, através de espetos, nós, utilizamos ganchos individuais. Já fizemos o salmão, tanto em filé como em postas. De qualquer jeito fica uma delícia. 

Depois de várias "defumadas", chegamos ao equilíbrio entre a mistura de madeira e tempo de queima. Meu marido encontrou o ponto ideal de queima lenta ( cinco horas e meia) usando uma mistura de serragem e lenha. O processo lento e continuo, resultou na melhor cavalinha defumada que já fizemos. O aroma delicioso, a textura da carne fica bem firme sem estar  ressecada e a cor é um assunto à parte!




Hoje o defumador não está mais tão branquinho,porém, deixando de lado o visual, a parte interna está cada vez melhor.






Agora está mais "curada" e com um cheirinho delicioso que nos faz salivar  cada vez que abrimos a portinhola




Nenhum comentário:

Postar um comentário